Amar amadurece

À primeira vista, parecia tudo tão claro e normal que eu não me questionei o que poderia acontecer depois e em que esse encontro poderia se tornar.

Como somos ingênuos quando não percebemos que alguém a nossa frente pode se tornar significante em nossas vidas. Percebi então, que era muito mais do que um momento no instante em que me tornei também pessoa de interesse e de cumplicidade. No momento em que a vi muito além do que parecia ser e a quis como alguém com quem gostaria de dividir momentos e, que talvez, uma vida inteira. Foi aí então, que senti que a insistência dos acontecimentos tinham algum sentido. E que, apesar de eu não ser religiosa ferrenha, não havia como negar que o nosso encontro não era um acaso, mas tinha alguma razão para acontecer.

Nos últimos tempos, cresci. Cresci muito além do que imaginava. Descobri que o amor talvez não seja aquele sentimento que acontece num momento exato, mas o que vai crescendo e amadurecendo ao longo do tempo. A cada dia, a cada instante, o amar torna-se doar, compartilhar e fazer sorrir, cada vez mais intensamente e verdadeiramente. Você vai entendendo cada detalhe do outro, cada olhar, cada toque e percebe que nada poderia ser diferente e que finalmente você se encontrou.

“Fazer uma família e ter filhos” talvez já tivesse passado pela minha cabeça alguma vez, mas naquele tempo eu era apenas uma menina desejando coisas para o futuro. Hoje, esse pensamento é mais real e passível de acontecer, não digo pela idade, mas por crescer com alguém com quem posso dividir esses sonhos e que tem se tornado uma base de companheirismo junto com e como uma família.

Muitos procuram o amor, questionam a sua existência, o jogam no lixo como algo sem razão de ser vivido. Mas cá entre nós, para mim, não há nada melhor do que chegar em casa e receber aquele sorriso e apoio que me faz ver a vida de outro jeito. Não há nada melhor do que compartilhar a felicidade verdadeiramente, do que aquele abraço apertado quando sentimos medo do mundo e nos revoltamos com as injustiças das coisas. Não há nada melhor do que aquele apoio e compreensão. E, é claro, não há nada melhor do que ver que aquele sorriso faz parte do seu.

Não amamos por nós, mas pelos e com os outros. O amor torna-se um fazer o outro sorrir, fazer o outro feliz. Ver o outro como alguém com quem se quer compartilhar cada instante, com quem se quer construir um lar, um cantinho, ter filhos, ficar velhinho (por mais clichê que pareça, existem essas vontades). Aquele alguém com quem você não se importa de ficar até tarde da noite, em qualquer lugar, esperando a chuva ou o frio passar, ou simplesmente, o sono chegar.

Quando menos imaginamos alguém nos faz ver a vida com outros olhos e nos completa inteiramente. Se você ainda não encontrou, não tenha pressa, as melhores coisas não avisam quando irão chegar, simplesmente acontecem.

Anúncios

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s