O Processo – Um caso curioso

Obra de Franz Kafka

De maneira inicial, folhei com lentidão as primeiras páginas do livro. Ao começar a leitura de “O Processo” do autor Franz Kafka, senti-me deslocada com os personagens e com a situação, porém ao decorrer da história fui me apegando ao caso, e claro, criei uma simpatia pelo personagem principal, o Josef K.

“O Processo” conta a história de K., um homem que trabalha em um banco e que possui reconhecimento social, além de uma vida honrada e corriqueira. Um alguém com particularidades e uma vida independente.

“O processo” se inicia a partir do momento em que K. é autuado pela acusação de um crime. Ele, de fato, estava sendo julgado como culpado de algo acontecido. Isso nos faz prender a atenção nos detalhes que possam nos trazer respostas sobre o caso.

O senhor K. também tem suas dúvidas com relação ao seu caso e consegue ajuda e opiniões dos mais diversos setores, entre advogados, pintores, senhores poderosos e engravatados etc.

Em meio a isso, ele descobre um tribunal corrupto e cheio de falhas, que não condiz com o que está escrito nas leis e não respeita certos direitos e deveres. K. descobre tantas indefinições e relações estranhas durante a sua história, que nos perdemos tentando entender a lógica do sistema, e chegamos a sentir a angústia deste homem em busca de respostas para seu destino.

De fato, essa história me prendeu no momento em que criei afeição pelo personagem. Através de um texto detalhista e discursivo, Franz Kafka desperta o que há de arraigado em cada um de nós, a nossa fome pela justiça. Ao mesmo tempo, o autor nos faz acreditar e concordar com uma opinião, e em questão de segundos, ele nos diz o contrário, nos convencendo do contrário. Genialidade essa, que poucos escritores conseguem realizar: “A compreensão correta de uma coisa e a má compreensão desta mesma coisa não se excluem de todo”. Franz Kafka.

É claro que eu não poderia deixar de comparar esses fatos com a atual sociedade em que vivemos. Uma obra lançada em 1920 se torna atemporal em seu discurso e caso, pois todos os dias estamos à mercê da corrupção, falhas judiciais, burocracias, autoritarismo, aproveitamentos e discursos que não levam a lugar nenhum.

Fazem 93 anos que este conteúdo roda o mundo, sendo um dos livros clássicos da literatura mundial e, ao que me parece, a situação da justiça (ou injustiça) é a mesma, até mesmo ampliada.

Para quem gosta de uma boa leitura e de um pouco de reflexão e sociologia, essa é uma obra perfeita.

Anúncios

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s